Media

‹ VOLTAR

R&D NESTER NA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL “POWER SYSTEMS COMPUTATION”

 

O R&D Nester marcou presença na conferência internacional "Power Systems Computation Conference", em Junho.

Esta Conferência (PSCC) é a mais importante na comunidade de sistemas de energia, abordando todos os aspectos relativos à computação na área de sistemas de energia. A primeira PSCC teve lugar em Londres em 1963.

Esta conferência internacional aborda desenvolvimentos teóricos e aspectos computacionais proporcionando a todo o núcleo de investigadores e engenheiros de sistemas de energia uma oportunidade para a troca de conhecimentos e experiências sobre os mais recentes desenvolvimentos no campo teóricos e prático.

Nesta edição da PSCC receberam-se mais de 600 artigos e apenas os 222 melhores trabalhos foram aceites para apresentação. A qualidade dos trabalhos apresentados é excepcional, como resultado de um extenso processo de avaliação/aceitação.

A conferência é tecnicamente co-patrocinada pela IEEE e todos os documentos apresentados são disponibilizados na biblioteca digital IEEE Xplore.

Os principais assuntos apresentados e discutidos incluíam a computação de incertezas em diversos estudos de sistemas de energia, tais como estado das redes, fiabilidade dos equipamentos, meteorológico, comportamento humano, regulatório, entre outros.

Ficou claro, pelos trabalhos apresentados, que os vários projectos em curso no R&D NESTER estão em linha com os principais desenvolvimentos de outros centros de investigação de referência na Europa e Norte da América. Nomeadamente a utilização de grandes clusters computacionais para simulação de redes nacionais/continentais, a inclusão de previsões meteorológicas na gestão do sistema, a utilização de metodologias probabilísticas em estudos de redes e a co-simulação de sistemas de informação e sistemas de energia.

O R&D NESTER começa a ser reconhecido entre os investigadores como um dos centros de investigação Europeus activos em estudos de sistemas de energia, tendo sido representado por André dos Santos, investigador do projecto "Subestação do Futuro".

Ver todas as newsletters